Após quase 3 meses, Bahia volta a cobrar punição por atentado



Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Quase meses se passaram e nenhum envolvido no crime contra o ônibus tricolor no dia 24 de fevereiro sofreu nenhum tipo de punição. Nesta sexta-feira (13), o Bahia publicou uma imagem na qual mostra o goleiro Danilo Fernandes ainda sofrendo por conta do atentado.

“Quase 3 meses após o atentado ao ônibus tricolor, além de ninguém ainda ter sido preso, o goleiro @dfernandes088 segue precisando retirar estilhaços de vidro na perna”, diz o clube.

Principal vítima da bomba que explodiu dentro do ônibus que levava o time tricolor para o jogo contra o Sampaio Corrêa, o goleiro tricolor até hoje tem estilhaços de vidro pelo corpo, como por exemplo um que foi retirado nessa última quinta (12), no CT.

Além do trauma pela explosão, Danilo precisou passar por uma cirurgia no olho para correção uma fragilidade, ficando fora de combate por algumas semanas.

Até o momento, a Polícia Civil identificou membros da organizada Bamor como suspeitos pelo atentado, inclusive todos já foram ouvidos, mas nenhuma decisão foi tomada. O inquérito foi prorrogado no último dia 25/04 por um período de mais 30 dias. Ou seja, no próximo dia 25 deste mês.





Fonte

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.